Saara

Marin

Você não sabe o quanto pode haver de solidão no deserto,

Na rua do Saara, no colégio, ou mesmo no meu prédio! 

E esse tédio olha pra mim, cara a cara!

Fico pensando quais seriam as razões que as vezes nos separa,

E de tanto pensar, fico tonto!

Mas em um ponto vejo uma luz iluminando a janela,

Penso: “Pode ser ela, a sensata razão,

A minha, e a  dela!”                                                          

Ou então, pode ser uma estrela solitária de cor amarela,  

Que vivia perto da lua, sua orgulhosa vizinha,  

E não tendo espaço, resolveu ficar sozinha,                                            

Na dela!

Assim como eu, Solitário e entediado,

Que embarquei numa louca esperança,

De te ver de novo no café expresso,

Tentei te ver, te falar,                                                                                                                    

 Mas não me expressei muito bem!

Então, tentei falar sem dizer,

Tentei até esquecer, de te esquecer.

Mas sei que pra acabar com esse tédio,                                                                      

Só tem um remédio,

Você!!!

Di Vieira

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: